O PROJETO

Movimentar o corpo deixa as pessoas mais felizes. Diminui a ansiedade, o estresse e é um ótimo aliado no combate à depressão. O projeto Próximo Passo utilizou a dança para mudar a vida de 31 pessoas. Um movimento que se transformou em um espetáculo de dança, um documentário e numa exposição fotográfica. Conheça aqui o projeto e as histórias de superação de alguns dos participantes.

PROJETO PRÓXIMO PASSO:
DANÇAR PELA VIDA

A pessoa com depressão pode demorar para sair da inércia. Ela precisa se movimentar para dar o primeiro passo e buscar ajuda.

Pensando nisso, em 2017 a Libbs desafiou um grupo de homens e mulheres de todas as idades e com diferentes graus de depressão para que eles dançassem. Dançassem pela vida.

Surgia assim o Projeto Próximo Passo, um movimento pela vida transformado em um espetáculo de dança pelas mãos do educador e coreógrafo Ivaldo Bertazzo, além de uma exposição fotográfica por meio dos olhos do fotógrado Miro. Tudo registrado em um documentário de oito minutos.

“Foi uma experiência incrível para mim. E espero que também para quem participou.”

IVALDO BERTAZZO

O ESPETÁCULO

Após serem selecionados entre mais de mil inscritos, um grupo de 31 pessoas ensaiou durante 4 meses, enfrentando muitos desafios, superando o medo, a timidez e os próprios limites.

Um desafio que valeu a pena: nos dias 7 e 8 de outubro de 2017, o grupo apresentou no SESC Vila Mariana, em São Paulo, o projeto “Próximo Passo – O Espetáculo”.

Um espetáculo de dança que envolveu a alma e o coração. Os participantes saíram do palco com a certeza de que estavam dando o próximo passo.


ASSISTA AO
DOCUMENTÁRIO

Subir ao palco e apresentar um espetáculo de dança foi o desfecho da superação de cada participante. E essas histórias não poderiam simplesmente acabar nos aplausos. Precisavam ser registradas para mostrar que depressão tem tratamento, e começa a ser vencida com um passo. O próximo passo em direção à vida. Assista ao documentário e veja com seus próprios olhos.

A DEPRESSÃO

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a depressão é a principal causa de incapacidade ao redor do mundo já em 2018. Entenda um pouco mais sobre a doença.

A depressão é um transtorno que engloba uma ampla variedade de sintomas e tem sua origem em aspectos multifatoriais: biológicos, genéticos e ambientais.

A pessoa com depressão passa por um grande sofrimento emocional e físico, sentindo falta de energia, cansaço, e desinteresse tanto por atividades corriqueiras quanto por atividades prazerosas, fazendo com que ela se isole da sociedade e sofra também com a solidão.

Além disso, ainda existe o preconceito da doença ser vista como uma simples tristeza; falta de vontade ou mesmo defeito de caráter, quando na verdade trata-se de um transtorno bastante complexo e debilitante. Tristeza e depressão são entidades bastantes distintas.

É claro que no quadro de depressão pode haver um predomínio do sentimento de tristeza, mas a tristeza “comum” geralmente é desencadeada por algum fato do cotidiano e assim que ele é assimilado ou resolvido, ela desaparece. Já a depressão é um transtorno que chega sem avisar, compromete além do humor, o pensamento, o racicíonio, a disposição física e outros aspectos da vida do indivíduo.

Por isso, o acompanhamento médico é imprescindível tanto para o diagnóstico, quanto para o tratamento adequado. Quando a pessoa tem dificuldade ou se recusa a buscar ajuda, a doença vai evoluindo progressivamente.

Tratar a depressão é uma tarefa complexa. Logo, é importante que a pessoa não tenha medo ou vergonha de expor o que está sentindo, uma vez que são esses sintomas que vão indicar o melhor tratamento a ser adotado. O tratamento da depressão pode incluir abordagens multidisciplinares como o uso de medicamentos, psicoterapia, atividades físicas, higiene do sono, etc, sempre visando reestabelecer o equilíbrio neuroquímico perdido e resgatar a funcionalidade paciente.

As abordagens psicoterápicas ajudam o paciente a rever seus conceitos pessoais e a readaptar suas crenças e expectativas em relação a si mesmo, ao mundo e ao futuro. O importante é retomar a qualidade de vida e o bem estar do paciente.


FALANDO SOBRE
A DEPRESSÃO

A depressão é estigmatizada e ainda desconhecida. Ninguém fala muito sobre o tema e é difícil saber onde procurar informações, fazendo com que os pacientes se sintam sozinhos, como se só eles tivessem a doença.

A verdade está bem longe disso: no mundo inteiro, 340 milhões de pessoas têm a doença e a cada 45 segundos alguém comete suicídio, um número que ao final de um ano, supera a soma de todas as mortes causadas por homicídios, acidentes de trânsito, guerras e conflitos.

Por isso, mais do que nunca, precisamos falar sobre a depressão, informar as pessoas e debater o assunto.

Foi por esse motivo, que escolhemos levantar a causa e alertar as pessoas sobre a depressão, mas com um enfoque diferente das que vemos em comunicações desse tipo, que costumam ser pesadas e sombrias. Preferimos focar na perspectiva positiva da cura, para que as pessoas dessem o primeiro passo em direção à vida.

Dra Giuliana Cividanes, psiquiatra


A EXPOSIÇÃO

Pelo olhar do renomado fotógrafo Miro, os participantes conseguiram mostrar em cada foto sua força e determinação para superar a depressão.

TUDO FICOU
DOCUMENTADO

O Projeto Próximo Passo se desenvolveu com tanto sucesso, que acabou se transformando também numa exposição fotográfica. Alguns dos participantes do espetáculo foram convidados a participar de um ensaio com o renomado fotógrafo Miro. Nenhum deles tinha feito nada parecido antes, mas em cada clique foi registrado a força e a vontade de cada um de superar a depressão.

OS TRÊS PASSOS DO PROCESSO:
O MOVIMENTO, A BUSCA E O ENCONTRO.

Inspirada nos movimentos do espetáculo “O PRÓXIMO PASSO”, a exposição fotográfica simboliza as histórias dos participantes para superar a depressão, representada nas fotos por um cadeira preta.

A exposição é dividida nos 3 passos desse processo: o Movimento, a Busca e o Encontro, com fotos que simbolizam cada um desses momentos.

O Movimento representa a pior fase da doença, quando a pessoa está paralisada e precisa fazer um esforço imenso para buscar ajuda e enfrentar os próprios medos.

A Busca revela o momento que a pessoa sai da inércia e descobre um caminho para lutar contra a depressão.

Por último, o Encontro simboliza a pessoa que consegue enxergar uma saída e algum motivo para seguir em frente, se distanciando cada vez mais da doença.

Próximo Passo,
Exposição Fotográfica

A Exposição Fotográfica Próximo Passo será exibida em algumas cidades do Brasil. Além das fotos, também será exibido o documentário. Confira abaixo os locais e as datas da exposição:


AS HISTÓRIAS

O projeto Próximo Passo transformou a vida dos participantes. Onde muitos não viam saída, eles enxergaram a esperança. Conheça suas histórias.

    VOLTAR

    ESCOLAS
    DE DANÇA

    O Projeto Próximo Passo mudou a vida de tanta gente que a Libbs quer que outras pessoas com depressão se beneficiem da dança para vencer a doença. Por isso, fizemos parcerias com escolas de dança de várias cidades do país, que oferecerão descontos especiais. Se o seu médico recomendou atividades físicas como parte do tratamento, veja se a sua cidade tem alguma escola parceira da Libbs e imprima seu voucher.